O BRINCAR SOB O ENFOQUE FUNCIONAL E AS CONTRIBUIÇÕES DATEORIA DA MENTE

Autores

  • Lena Cláudia Fagundes Teixeira Autor/in

DOI:

https://doi.org/10.51473/rcmos.v1i1.2024.460

Palavras-chave:

Interação Social. Brincadeira Funcional. Crianças com TEA. Desenvolvimento Humano.

Resumo

O presente trabalho tem por objetivo apresentar o ato de brincar sob o enfoque funcional e as
possibilidades de desenvolvimento a partir da interação social de crianças com Transtorno do Espectro
do Autismo (TEA) durante a primeira infância. Apresenta-se as características sobre o TEA e a
intervenção da brincadeira para o desenvolvimento social, bem como as diferenças conceituais entre
brincadeiras, brinquedos e jogos, e a importância do mediador na relação da brincadeira. Para a
realização do referido estudo, partiu-se de uma de pesquisa bibliográfica, com aporte em estudos e
contribuições de autores que defendem a brincadeira como recurso estimulador para facilitar o
desenvolvimento humano no aspecto social, relacionando com as influências do contexto histórico e
cultural. Nesse sentido, foi possível perceber a contribuição do ato de brincar sob o enfoque funcional e
as possibilidades de desenvolvimento na interação social de crianças com transtornos do espectro autista.

Downloads

Os dados de download ainda não estão disponíveis.

Biografia do Autor

  • Lena Cláudia Fagundes Teixeira

    Pedagoga, concluinte do curso de Pós-Graduação em Educação Inclusiva com ênfase em Autismo pela
    Universidade Integrada Brasil Amazônia – FIBRA.

Referências

APA - American Psychiatnc Association. Manual diagnóstico e estatístico de transtorno:

DSM-5 [tradução Maria Inês Corrêa Nascimento ... et al.]; revisão técnica: Aristides Volpato

Cordioli... [et al.]. Porto Alegre: Artmed, 2014.

BARON-COHEN, S., LESLIE, A. M., FRITH, U. Does the autistic child have a ‘Theory of

mind’? Cognition, 1985, 21, 37-46.

BERTOLDO, Janice Vidal e RUSCHEL, Maria Andrea de Moura. Jogos, Brinquedo e

Brincadeira – Uma Revisão Conceitual. 2011.

BEYER, H. O. A Criança Com Autismo: Propostas De Apoio Cognitivo A Partir Da Teoria

Da Mente. In: Baptista Et Alli (2002). Autismo e educação: reflexões e propostas de

intervenção. Porto Alegre: Artmed, 111-125.

BONTEMPO, E. A brincadeira de faz-de-conta: lugar do simbolismo, da representação, do

imaginário. In: KISHIMOTO, T. M. (Org.). Jogo, brinquedo, brincadeira e educação. São

Paulo: Cortez, 1996. p. 57-72.

BUTTERWORTH, G. Origens da mente na percepção e na ação. In: C. Moore & P. J.

Dunham (eds.), Atenção conjunta: suas origens e papel no desenvolvimento (pp. 29-40).

Hillsdale, NJ: Lawrence Erlbaum Associates, 1995.

CAIXETA, Leonardo; NITRINI, Ricardo. Teoria da Mente: uma revisão com enfoque na sua

incorporação pela psicologia médica. Psicologia: Reflexão e Crítica, 2002, 15(1), pp. 105-

CUXART, F. El Autismo: Aspectos Descriptivos Y Terapéuticos. Málaga: Ed. Aljibe, 2000.

FREITAS, A. B. F. O espectro autista no contexto institucional: aspectos constitutivos do

desenvolvimento. Revista de Psicopedagogia, São Paulo, v. 25, n. 76, p. 49-61, 2008.

GÓES, M. C. R. Relações entre desenvolvimento humano, deficiência e educação:

contribuições da abordagem histórico-cultural. In: OLIVEIRA, M. K.; SOUZA, D. T.;

REGO, T. C. (Org.). Psicologia, educação e as temáticas da vida contemporânea. São

Paulo: Moderna, 2002. p. 95-114.

GÓES, M. C. R.; LEITE, A. I. P. Cognição e imaginação: a elaboração do real pela criança e

as práticas de educação infantil. In: ENCONTRO INTERNACIONAL LINGUAGEM,

CULTURA E COGNIÇÃO, 2., 2003, Belo Horizonte. Anais... Belo Horizonte: UFMG, 2003.

KEEN, D., RODGER, S., DOUSSIN, K., & BRAITHWAITE, M. A pilot study of the effects

of a social-pragmatic intervention on the communication and symbolic play of children with

autism. Autism, 2007, 11(1), 63-71

HAPPÉ, F. Autism: An Introduction To Psychological Theory. East Sussex, Uk, Psychology

Press, 1998.

LEONTIEV, A. N. Linguagem, desenvolvimento e aprendizagem. 8. ed. São Paulo: Ícone,

LESLIE, A. M. Pretense and Representation: the origins of “Theory of Mind”. Psychological

Review, 1987, 94(4), 412-426.

MORAIS, M. S., & OTTA, E. Entre a serra e o mar. In A. M. A. Carvalho, & C. M. C.

(Orgs.), Brincadeira e cultura: viajando pelo Brasil que brinca (vol. 2) (pp. 127-154). São

Paulo: Casa do Psicólogo, 2003.

PAPIM, Ângelo Antônio Puzipe; SANCHES, Kelly Gil. Autismo e Inclusão: levantamento

das dificuldades encontradas pelo professor do atendimento educacional especializado em sua

prática com crianças com Autismo. 2013. Faculdade de Pedagogia. Unisalesianos de Lins-SP,

PASSERINO, Liliana Maria; SANTAROSA Lucila M. C: Descobrindo Emoções: software

para estudo da teoria da mente em sujeitos com autismo. Novas Tecnologias na Educação.

V. 3 Nº 1, Maio, 2005.

PELLEGRINI, A. D., & BJORKLUND, D. F. The ontogeny and phylogeny of children’s

object and fantasy play. Human Nature, 2004, 15(1), 23-43

TREVARTHEN, Colwyn. Origens da identidade musical: evidências da infância para a

consciência social musical. In: Hargreaves et al (Ed.) Identidades musicais. Oxford: Oxford

University Press, 2004, cap. 2, p. 21-38.

WILLIAMS, Emma; REDD, Vasudevi; COSTALL, Alan. Olhando mais de perto o brincar

funcional em crianças com autism. Jornal de Autismo e Transtornos do Desenvolvimento.

Vol. 31, No. 1, 2001.

VIGOTSKI, L.S. A construção do pensamento e da linguagem. São Paulo: Martins Fontes,

______. A formação social da mente: o desenvolvimento dos processos psicológicos

superiores. 7ª. ed. São Paulo: Martins Fontes, 2007.

Arquivos adicionais

Publicado

01.03.2024

Edição

Seção

Artigos Científicos de Pesquisa

Como Citar

TEIXEIRA, Lena Cláudia Fagundes. O BRINCAR SOB O ENFOQUE FUNCIONAL E AS CONTRIBUIÇÕES DATEORIA DA MENTE. RCMOS - Revista Científica Multidisciplinar O Saber, Brasil, v. 1, n. 1, 2024. DOI: 10.51473/rcmos.v1i1.2024.460. Disponível em: https://submissoesrevistacientificaosaber.com/index.php/rcmos/article/view/460.. Acesso em: 21 maio. 2024.

Artigos Semelhantes

1-10 de 237

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.